Erigido sobre o elogio da crítica, datada de tempos que já não se contam mais, o Convento da Crítica pertence à Venerável Ordem da Ironia Pura. Estivemos lá onde o Sol faz a curva, onde os Templários guardaram segredos de Jesus e Maria Madalena e na Última Ceia, quando os dois se sentaram juntos. Sob nosso tecto gótico jaz o Santo Graal sob todas as suas formas. Junte-se a nós e venha beber do cálice da ironia e da crítica. Mas sussurre...para que o Vaticano se esqueça de nós.
 


Tema Fracturante#6 Referendos à população: sim ou não?


Envie este post por e-mail



Adicionar os meus dados no Index (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...




uito se discute sobre a real relevância dos referendos no contexto político e cultural português. Ora, se por um lado a resposta pode parecer tender para o "sim", o "não" não deixa de ter os seus argumentos. Isto deixa-nos num impasse.
O referendo, constitui, um modo verosímil de se conhecer as motivações populares face a um tema fracturante e actual, cujas repercussões se extendem ao panorama político português. Neste contexto, parece então claro que o referendo junto das populações, é um garante de uma democracia participativa, na qual o posicionamento dos cidadãos face ao problema que se coloca, é de capital importância.
No entanto, a realização dos referendos não pode ser independente de uma concreta formação da opinião pública, consciente e alertada para a importância da discussão originária do referendo, e neste sentido o "não" ganha vitalidade. Certo é que um rápido olhar sobre o panorama cultural adquirido português, chega para que se entenda os que defendem o "não". Mas este "não" não pode nem deve ser eterno, a sua legitimidade termina na plenitude da formação da opinião pública consciente, como salvaguarda de uma correcta apreciação das motivações nacionais.
Neste contexto, referendo sim, para já não.
Alguém quer tomar o púlpito e regar-se de água benta da Ironia?

|

† Aba do Eremita

  Image Hosted by ImageShack.us
  • Carta de Identificação Episcopal
  • Sou o Eremita Baptista
  • De um convento em Lisboa, Portugal
  •      

    † Anteriores Homilias

         

    † Conclaves Críticos

     
  • Novembro 2005
  • Dezembro 2005
  •      

    † INDEX CONVENTUAL

         

    † Abadias

  • A Barca de Lyra
  • Alienados
  • A Voz Oblíqua
  • A Tasca do Zé
  •      

    † Bispados

  • Be Portuguese
  •      

    † Conventus

  • Culturas
  • Canções do Tiago
  • Chez Escarro
  • Causa Maior - Associação Port.Cultura Afro-Brasileira
  • Cobre e Canela
  • Ciências no Quotidiano
  •      

    † Dioceses

  • Drunfo
  •      

    † Escolas Conventuais

  • E Para Tudo o Resto...
  • Escrevo Enquanto Chove lá Fora
  •      

    † Figurações Teológicas

  • Feixe Hertziano
  • For a Better Place - Portugal
  • Fazemos Gazeta
  •      

    † Igrejas Criticantis

  • Impressões e Intimidades - de inglaterra para cá
  •      

    † Litúrgicas Paróquias

  • Leituras Silenciosas
  •      

    † Moradas divinas

  • Macacadas
  • Mixture of Minds
  • Mas Isto é da Joana ou Quê?
  •      

    † Novenas críticas

  • Nas Asas de Uma Borboleta
  •      

    † Opus Criticus

  • O Senhor dos Anzóis
  • O que faço aqui e quem sou?
  • Ofeliazinha - Devaneios do Quotidiano
  •      

    † Paróquias Críticas

  • Papagaio de Janela
  • Pastelaria a Bolsa
  • Pé de Meias
  •      

    † Romarias Críticas

  • Rasgadas utopias - tecelão de mitos
  •  

    Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com
    Saiba tudo o que se passa nas missas do convento com o ATOM 0.3